Apoie a campanha

Nasce o Mandato Cidadanista

No dia 9 de Junho, o historiador e idealizador dos pontos de Cultura Célio Turino lançou oficialmente sua pré-candidatura à Deputado Federal pelo Psol-SP. O encontro, chamado de “Arraial do Bem-Viver”, foi realizado na sede paulistana do partido, no bairro de Campos Elíseos, região central de São Paulo. Com grande presença de público a festa contou com militantes, ativistas sociais e artistas, formando um “arraial de resistência” frente ao período de retrocessos que vive o Brasil. Durante mais de 4 horas foram apresentados propostas e detalhes do do Mandato Cidadanista como a Carta de Princípios e seu modelo inovador de governança.

Uma das principais características do Mandato Cidadanista proposto por Turino é estimular mecanismos de democracia direta, por meio de sua organização coletiva e compartilhada. Em termos práticos, o deputado atua tendo como base uma chapa de 12 codeputados(as) -sem necessidade de filiação político-partidária-, formado por especialistas em áreas como agroecologia, cultura e econonomia solidária, mas também com a participação de ativistas nas causas da população indígena, negra, LGBT, direitos humanos entre outras. O conjunto de codeputados contempla ainda estudantes e militantes de comunidades localizadas na periferia da capital paulista, como os bairros de Ermelino Matarazzo e Itaquera, entre outras regiões como Campinas e Alto Tiête.

“Acredito que o povo deve mandar e o governo obedecer”, explicou Turino, durante o evento. “As pessoas podem inverter a lógica de que a política deve ser feita exclusivamente por ‘autoridades’ e, para isso, é importante que o povo ocupe a política e tome para si a construção do seu destino. Por isso, quero ser o primeiro ‘sub-deputado’ do Brasil”, continuou se referindo que o Mandato deve servir à população e ao grupo de copedutados(as).

Para Turino, é fundamental quebrar o senso comum que entende a política como uma profissão, “com mandatos eternizados. Por isto, uma de nossas propostas é a de que, se um representante não honrar seus compromissos, os eleitores poderão revogar seu mandato. Precisamos urgentemente radicalizar a democracia”.

 

 

CODEPUTADOS(AS)

O Mandato Cidadanista funciona em uma forma de conselho, por meio da participação direta de co-deputados e de bases populares, que atuam no processo de decisão no exercício do Mandato. No caso da pré-candidatura de Turino, existem 12 co-deputados(as).

“Precisamos superar esta lógica que nos diz que somos competitivos e autônomos, simplesmente porque isto não é verdade”, disse a co-deputada Ondalva Serrano, autoridade internacional na área de agroecologia. “É mais do que necessário apostar em um projeto coletivo, que nos mostre novamente que, na verdade, somos complementares e que existimos em contato permanente uns com os outros e com a Natureza. Precisamos ousar criar o novo, por mais absurdo que ele possa parecer”, concluiu.

Para a co-deputada Cristine Takuá, educadora e filósofa, representante dos povos tradicionais brasileiros no Mandato Cidadanista, o mandato de Turino se inscreve na luta de resistência dos indígenas brasileiros contra o genocídio e a destruição de sua cultura. “Quero ajudar a dar voz à luta do meu povo. Os povos e a cultura indígena estão sendo violentados e são ameaçados pelo agronegócio e pelos missionários evangélicos. Mesmo assim, continuamos a resistir”, explicou.

Além de Ondalva e Cristine, todos os codeputados(as) puderem falar sobre suas causas e o que os motiva a participar do caminho cidadanista durante o processo eleitoral.

RELEVÂNCIA E APOIO À PRÉ-CANDIDATURA

O Mandato Cidadanista está abrigado dentro do Psol e o “Arraial do Bem-Viver” contou com a participação de vários integrante do partido, que falaram a respeito de sua relevância como alternativa política coletiva e comunitária e demonstraram seu apoio à iniciativa.

O pré-candidato a vice-governador de São Paulo pelo Psol, Maurício Costa ressaltou a importância, na atual conjuntura brasileira, de se refundar a política e a esperança, “estimulando as pessoas a discutirem e a disputarem a política, abrindo espaço para projetos progressistas e emancipatórios, que possam ser testados na prática e na realidade”.

Para o deputado federal Ivan Valente, candidato à reeleição, Célio Turino tem experiência e militância comprovadas e tem todas as condições de atuar como representante dos movimentos e causas populares ao seu lado, na Câmara dos Deputados. “É hora de ir para a rua, conversar com o povo, e ganhar corações e mentes para uma proposta progressista, comprometida em deter e anular os retrocessos pelos quais estamos passando”, convidou.

O vereador paulistano Toninho Vespoli, que disputa uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo, avalia que a proposta do Mandato Cidadanista, coletivo, compartilhado e comunitário, pode ajudar a criar uma nova cultura política na esquerda. “Nosso partido está acolhendo e observando de perto experiências e propostas como esta, comprometidas com a horizontalidade e a democratização da política”, disse.  A noite terminou em clima de festa com a esperança de uma renovação política aliada a experiência de gestão.

Para conhecer mais sobre o mandato cidadanista clique aqui.

um comentário

  • Arlindo SCHUNCK Filho disse:

    Célio Turino é um cidadão especial. Penso que esta idéia inovadora, tem tudo para dar certo. Estou em Porto Alegre e não posso votar num candidato paulista. Mas quero acompanhar de perto, a candidatura, a campanha, a posse e o transcorrer do mandato. Estou torcendo por esta primeira experiência CIDADANISTA. Que seja o sucesso absoluto que precisamos. Parabéns Célio, inovando e dando exemplos novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *